Slide 1 Slide 2
19/03/2015 - 14h

Movimento Nossa São Luís recebe oficina do Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT)

Na segunda-feira,16, o ICE-MA, por meio do Movimento Nossa São Luís, recebeu representantes do Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT). Na ocasião, os pesquisadores do MIT realizaram uma oficina de monitoramento e avaliação dos compromissos assumidos pelo poder público. O momento foi direcionado para membros do MNSL e organizações estratégicas para o desenvolvimento da tecnologia.

O Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT), é um dos principais centros de educação e pesquisa do mundo, localizado em Cambridge, no Estados Unidos. É líder mundial em ciência, tecnologia e política, bem como outros campos de atuação. A oficina que o MNSL recebeu está ligada ao Centro de Mídia Cívica do MIT, que desenvolve tecnologias para a promoção da cidadania.

Foto: Madson Fernandes

Foto: Madson Fernandes

Na oficina, membros do MNSL tiveram acesso ao aplicativo para celulares Android chamado Monitorando a Cidade, que permite que qualquer cidadão, colete dados relativos às metas e compromissos assumidos pela gestão pública municipal. As informações coletadas por diversas pessoas são reunidas e disponibilizadas na internet de modo a oferecer uma visão de conjunto do problema. Os relatórios gerados podem ser uma importante ferramenta de mobilização da sociedade para a busca de seus direitos e exercício cívico.

Foto: Madson Fernandes

Foto: Madson Fernandes

São Luís foi a primeira cidade a receber a oficina depois de São Paulo. Para o gestor do ICE-MA, Daniel Madorra, a indicação do MNSL para receber a oficina é um reconhecimento do trabalho feito pelo Movimento, em especial através dos indicadores do Observatório Social de São Luís. “O Movimento Nossa São Luís vem atuando já há bastante tempo num trabalho de articulação e mobilização da sociedade civil por meio dos indicadores. Essa tecnologia vem fortalecer a nossa prática e contribuir mais ainda com todos que querem ajudar na construção de uma cidade melhor”, observou.

Para a coordenadora do projeto, Emilie Reise, do MIT, o desenvolvimento colaborativo é uma das maiores qualidades do projeto. “Durante o ano passado, a gente veio várias vezes para o Brasil trabalhar de uma forma bem próxima com os conselheiros e com a sociedade civil que vai usar a ferramenta. É importante fazer esse trabalho com as comunidades”, destacou Emilie.

“Uma coisa que está deixando a gente muito empolgado é a receptividade. A gente nota nas organizações o interesse de monitorar os compromissos do poder público. O nosso sentimento é de um grande otimismo”, comentou o pesquisador Alexandre Gonçalves, que desenvolve pesquisas na área de Jornalismo e compartilhamento de dados junto com o MIT.

Ainda este ano, o Movimento Nossa São Luís irá realizar o lançamento oficial do aplicativo na capital maranhense. A partir de uma pareceria de cooperação técnica com o MIT, o MNSL irá promover oficinas de treinamento e divulgação do Monitorando a Cidade para todos os interessados em acompanhar as ações do poder público e contribuir com uma São Luís mais justa e igualitária.